Ouça "15ºC", o mais novo EP do duo de RAP/R&B 2:22

Atualizado: 10 de abr. de 2021



O duo 2:22 (Duas e Vinte e Dois), formado por Aura Soul e Diego Amani lança hoje , seu segundo EP. Os beats autorais, as vozes e os instrumentos se somaram para transmitir sensações desde o seu nome: 15ºC.


Aura Soul e Diego Amani são dois jovens artistas da zona sul de São Paulo, que ingressaram no universo da música por conta da família. As similaridades não param por aí, e não à toa, eles se reconhecem como irmãos de alma. São sonhos, objetivos, rimas e trabalhos que estão em sintonia.


Com as produções, Aura e Diego se aproximaram ainda mais. Amizade e arte se misturam nessa relação que, em ambos sentidos, só cresce. O resultado disso são obras que guiam o ouvinte à imersão em rimas, melodias e instrumentos que reverenciam as inspirações dos artistas: a cultura HIP HOP, MPB e R&B.


Em 2018 formou-se o 2:22. O nome é fruto da sincronicidade - uma coincidência arquitetada pelo universo. A repetição do número 2:22 passou a ser parte do dia-a-dia e fez ainda mais sentido quando buscaram seu significado numerológico. Durante os últimos dois anos o duo lançou um EP, dois singles e participaram de diversos projetos, colecionando collabs com artistas como Drik Barbosa, Dj Will, Must, Morenna e Kelly Souza.


Em 2020, o duo fez uma virada de chave no estilo para o R&B, sem perder a memória musical do RAP.


Seu novo EP 15º C coloca na rua uma nova expressão e musicalidade como matriz. O trabalho vem como “O lar de um sonhador” e faz um acordo com o público: “lembrar da cor do som”.

As 6 faixas que compõem o EP exploram os sentimentos e o sensorial de quem as ouve. O tempo e as temperaturas são elementos presentes, e relembram o quanto devemos sentir e aproveitar cada momento.

Os 15ºC vem para arejar os pensamentos e relaxar.


Construída em um momento de introspecção, a obra começa com “Modo avião”, que tem a participação de Kelly Souza. A música é sobre externalização do amor próprio, autocuidado e nos lembra de parar e cuidar de si. Na sequência, “Quarantine” reforça o quão atípico foi esse momento coletivo de reclusão com versos certeiros “Não é como os outros anos, Isso é demais, que bom que enxergamos”. E então “Contraste” faz um convite “Cê tá afim de uma novidade além do caos que vendem?” e garante que “Há sempre o lado bom”.





Essas duas últimas músicas, Quarantine e Contraste, também se uniram em um videoclipe produzido pelo estúdio CostaKent. O audiovisual guia ao encontro, seja do som ou de uma boa companhia.


O EP foi inteiramente produzido pelo duo no Estúdio Kanda e traz também love songs. Com participação de Negretti, “C’mom” pede um tempo para “puxar um, se cobrir junto quando a noite cai”. Em “Seda Mini” o som vem “Criando as cenas de um sonho bom” e aponta que “Agora é tão fácil ver pra onde ir” com a orientação de “notificações no off”.


O duo declara que apesar da intenção de propor o relaxar e refletir, ao mesmo tempo quer que os ouvintes “entendam por si próprios a sensação da musicalidade, não queremos entregar nada pronto”. E para isso acrescentaram ao beat o instrumental, que contou com os artistas Quiriku, Vini Rodrigues, Pizzu, Nagô e Racco .


A identidade visual também estimula as sensações. As cores e as composições, trazem clareza e tranquilidade e complementam o que “15 Graus”, com participação de Hanifah, diz “Todos esses detalhes vão, ser ponte pra outro lugar”



Ouça o EP: 


Siga no instagram:

@2.22music

@aurasoul

@amvni

@kanda.ent

31 visualizações0 comentário